Avião derrapa em NY em meio a forte nevasca

Um avião da Delta Air Lines deslizou na pista do Aeroporto LaGuardia, em Nova York, ao pousar sobre a neve nesta quinta-feira, 5, de acordo com a Administração Federal de Aviação; não houve relatos sobre feridos e o aeroporto foi fechado por causa do incidente envolvendo o voo 1086; oram cancelados 3.697 voos e os aeroportos de Dallas, Washington, Filadélfia e da região metropolitana de Nova York foram os mais prejudicados; estado norte-americano do Kentucky chegou a acumular 55 centímetros de neve

Um avião da Delta Air Lines deslizou na pista do Aeroporto LaGuardia, em Nova York, ao pousar sobre a neve nesta quinta-feira, 5, de acordo com a Administração Federal de Aviação; não houve relatos sobre feridos e o aeroporto foi fechado por causa do incidente envolvendo o voo 1086; oram cancelados 3.697 voos e os aeroportos de Dallas, Washington, Filadélfia e da região metropolitana de Nova York foram os mais prejudicados; estado norte-americano do Kentucky chegou a acumular 55 centímetros de neve
Um avião da Delta Air Lines deslizou na pista do Aeroporto LaGuardia, em Nova York, ao pousar sobre a neve nesta quinta-feira, 5, de acordo com a Administração Federal de Aviação; não houve relatos sobre feridos e o aeroporto foi fechado por causa do incidente envolvendo o voo 1086; oram cancelados 3.697 voos e os aeroportos de Dallas, Washington, Filadélfia e da região metropolitana de Nova York foram os mais prejudicados; estado norte-americano do Kentucky chegou a acumular 55 centímetros de neve (Foto: Aquiles Lins)

WASHINGTON (Reuters) - Uma tempestade de inverno que se estendeu do Texas à Nova Inglaterra causou o fechamento de escolas, o cancelamento de quase 4.000 voos e impediu as viagens noturnas de centenas de motoristas no Estado norte-americano do Kentucky, onde chegou a acumular 55 centímetros de neve.

Um avião da Delta Air Lines deslizou na pista do Aeroporto LaGuardia, em Nova York, ao pousar sob a neve, de acordo com a Administração Federal de Aviação. Não houve relatos de imediato sobre feridos, e o aeroporto foi fechado por causa do incidente envolvendo o voo 1086.

Centenas de escolas, escritórios do governo e das legislaturas tiveram suas atividades canceladas no distrito de Columbia e em Nova Jersey, Carolina do Sul e Tennessee.

O governador do Kentucky, Steve Beshear, declarou estado de emergência nesta quinta-feira.

“A ajuda está a caminho”, afirmou o tenente-coronel da Guarda Nacional do Kentucky Kirk Hilbrecht, em entrevista à rede de televisão CNN, aos motoristas presos em seus carros na rodovia I-65 durante até 12 horas.

Além dos automóveis, pelo menos 200 caminhões ficaram detidos na rodovia, que autoridades afirmaram estar intransitável, segundo o policial rodoviário Jeff Gregory.

Na manhã desta quinta-feira, os condutores ilhados foram informados de que levaria várias horas para reabrir a estrada e que membros da Guarda Nacional irão acudi-los. O governador disse que os carros parados estão bloqueando a passagem dos socorristas.

O meteorologista Andrew Orrison, do Serviço Nacional de Meteorologia, disse que o Kentucky está soterrado pela neve – foram relatados quase 55 centímetros na cidade de Radcliff e mais de 30 centímetros em outros locais do Estado.

Depois de se retirar do Kentucky, a tempestade rumou para Virginia Ocidental e para o norte da Virginia, atingindo a cidade de Nova York, Long Island e áreas no sul da Nova Inglaterra.

Foram cancelados 3.697 voos nesta quinta-feira, de acordo com o site FlightAware.com, e os aeroportos de Dallas, Washington, Filadélfia e da região metropolitana de Nova York foram os mais prejudicados.

(Reportagem de Curtis Skinner e Barbara Goldberg; Reportagem adicional de Tim Ryan e Ian Simpson, em Washington; Steve Barnes, em Little Rock, Arkansas; e Steve Bittenbender, em Louisville, Kentucky)

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247