BCE decide manter empréstimos de emergência à Grécia

O Banco Central Europeu (BCE) decidiu neste domingo manter os empréstimos de emergência aos bancos gregos nos níveis atuais. Em nota divulgada após reunião, o banco declarou estar pronto para rever a decisão, caso considere necessário; após a decisão, o presidente do Banco Central da Grécia, Yannis Stournaras (foto), informou que o "o banco, como membro do Eurosistema, tomará todas as medidas necessárias para garantir a estabilidade financeira para os cidadãos gregos em tais circunstâncias difíceis"

O Banco Central Europeu (BCE) decidiu neste domingo manter os empréstimos de emergência aos bancos gregos nos níveis atuais. Em nota divulgada após reunião, o banco declarou estar pronto para rever a decisão, caso considere necessário; após a decisão, o presidente do Banco Central da Grécia, Yannis Stournaras (foto), informou que o "o banco, como membro do Eurosistema, tomará todas as medidas necessárias para garantir a estabilidade financeira para os cidadãos gregos em tais circunstâncias difíceis"
O Banco Central Europeu (BCE) decidiu neste domingo manter os empréstimos de emergência aos bancos gregos nos níveis atuais. Em nota divulgada após reunião, o banco declarou estar pronto para rever a decisão, caso considere necessário; após a decisão, o presidente do Banco Central da Grécia, Yannis Stournaras (foto), informou que o "o banco, como membro do Eurosistema, tomará todas as medidas necessárias para garantir a estabilidade financeira para os cidadãos gregos em tais circunstâncias difíceis" (Foto: Romulo Faro)

Yara Aquino - Repórter da Agência Brasil

O Banco Central Europeu (BCE) decidiu hoje (28) manter os empréstimos de emergência aos bancos gregos nos níveis atuais. Em nota divulgada após reunião, o banco declarou estar pronto para rever a decisão, caso considere necessário.

"Dadas as circunstâncias atuais, o conselho do BCE decidiu manter o limite máximo para prestação de assistência de liquidez de emergência para os bancos gregos ao nível decidido na sexta-feira, dia 26 de junho", explicou a nota.

O banco informou ainda que, na sequência da decisão das autoridades gregas, de realizar um referendo e da não prorrogação do programa de ajustamento da União Europeia para a Grécia, o conselho do BCE trabalhará em estreita colaboração com o Banco Central da Grécia para manter a estabilidade financeira.

De acordo com a nota, o conselho do BCE acompanha de perto a situação e potenciais implicações para orientação da política monetária.

Após a decisão, o presidente do Banco Central da Grécia, Yannis Stournaras, informou que o "o banco, como membro do Eurosistema, tomará todas as medidas necessárias para garantir a estabilidade financeira para os cidadãos gregos em tais circunstâncias difíceis".

Na terça-feira (30) termina o prazo do atual programa de assistência e o governo do país decidiu fazer um referendo no dia 5 de julho para que o povo grego decida se aceita o acordo proposto pelos credores: Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional (FMI) e Banco Central Europeu (BCE).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247