Biden anuncia Antony Blinken como secretário de Estado

Blinken buscará desfazer a política “América Primeiro” e refazer alianças na Europa e em outras partes do mundo

Antony Blinken
Antony Blinken (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta segunda-feira os principais membros de sua equipe de política externa, escolhendo Antony Blinken como secretário de Estado, Jake Sullivan como conselheiro de Segurança Nacional e Linda Thomas-Greenfield como embaixadora na Organização das Nações Unidas (ONU).

O democrata Biden ainda selecionou Alejandro Mayorkas para comandar o Departamento de Segurança Interna e o ex-senador e indicado presidencial democrata John Kerry como enviado especial do presidente para o clima.

Ao promover Blinken, de 58 anos, Biden escolheu um assessor experiente e de sua confiança que arcará com a maior parte do fardo de se desmontar a política externa “A América Primeiro” do presidente Donald Trump e reconstruir as alianças dos EUA na Europa e em outras partes do mundo.

Thomas-Greenfield ocupou um cargo diplomático de alto escalão na gestão do ex-presidente Barack Obama, e Sullivan foi vice-assistente de Obama e conselheiro político sênior da equipe de campanha da candidata presidencial democrata de 2016, Hillary Clinton.

Mayorkas é um advogado cubano-norte-americano que serviu como vice-secretário de Segurança Interna de Obama.

Biden, que trabalha em Delaware, Estado no qual reside, segue adiante com seus planos de transição, apesar da falta de colaboração do governo atual.

O republicano Trump perdeu a eleição de 3 de novembro, mas não admitiu a derrota e está travando uma batalha judicial para reverter os resultados e impedir Biden de tomar posse no dia 20 de janeiro.

Por James Oliphant; reportagem adicional de Trevor Hunnicutt, Susan Heavey e David Morgan 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247