Biden anuncia nova cúpula do clima, em medida que deve consolidar Brasil como 'pária ambiental'

A medida é vista como um momento decisivo para o governo Bolsonaro, que ou adere ao combate ao aquecimento global, ou se isola definitivamente da comunidade internacional

Jair Bolsonaro e queimada no Pantanal
Jair Bolsonaro e queimada no Pantanal (Foto: Alan Santos/PR | REUTERS/Amanda Perobelli)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A ordem executiva assinada nesta quarta-feira (27) pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, tratando de medidas de combate à mudança climática, cria uma nova cúpula do clima, marcada já para abril deste ano. 

A medida é um momento decisivo para o governo de Jair Bolsonaro, que demonstra total desprezo pelas pautas climáticas. 

Caso o Brasil decida participar, terá de mostrar compromisso maior com a pauta. Caso contrário, sua posição de "pária ambiental" somente se consolidará ainda mais, apontam diplomatas consultados pela coluna de Jamil Chade, no Uol.

PUBLICIDADE

Durante a cerimônia de assinatura da ordem, Biden declarou que os EUA "devem liderar" o esforço contra o aquecimento global. 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email