Bolsonaro libera visto para americanos e não pede reciprocidade

Como previsto, o presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto para dispensar o visto de visita para turistas dos Estados Unidos ao Brasil, sem exigir qualquer troca ao governo norte-americano; também foram liberados vistos de turistas de Canadá, Austrália e Japão que viajarem ao Brasil; o decreto foi assinado nesta segunda-feira 18, primeiro dia da viagem do governo Bolsonaro aos EUA, confirmando ainda mais a relação de capacho do Brasil

Bolsonaro libera visto para americanos e não pede reciprocidade
Bolsonaro libera visto para americanos e não pede reciprocidade (Foto: Alan Santos/PR)

247 - Conforme já era previsto, o presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto para dispensar o visto de visita para turistas dos Estados Unidos ao Brasil, sem exigir qualquer troca ao governo norte-americano. Também foram liberados vistos de turistas de Canadá, Austrália e Japão que viajarem ao Brasil. Isso quer dizer que brasileiros que viajarem para esses quatro países continuarão precisando dos vistos.

A medida passa a valer a partir de 17 de junho. O decreto foi publicado em uma edição extra do Diário Oficial da União nesta segunda-feira 18, primeiro dia da viagem da cúpula do governo brasileiro aos Estados Unidos, confirmando ainda mais a rápida entrega que Bolsonaro está disposto a fazer a Donald Trump, numa relação de clara subserviência com os EUA.

Em janeiro de 2017, o presidente dos EUA, Donald Trump, editou um decreto que passou a dificultar a concessão de visto a cidadãos de diversos países, entre ele o Brasil. O documento publicado à época, classificado como "Ato do Executivo para proteger a nação contra a entrada de terroristas estrangeiros nos Estados Unidos", revogou a isenção de entrevistas para quem renovasse o visto na mesma categoria até 48 meses após o vencimento. A regra da liberação da entrevista passou a valer apenas para quem fosse renovar após 12 meses após o vencimento.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247