Brasil pode receber até 700 mil refugiados venezuelanos em 2018

O Brasil recebeu 32 mil refugiados venezuelanos em 2017 e o Ministério do Desenvolvimento Social concluiu um relatório com as previsões do fluxo de refugiados para 2018; No melhor cenário, só no primeiro semestre de 2018 chegam 18 mil refugiados e no pior, serão 700 mil refugiados em todo 2018, informa o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo  

Confronto durante protesto em Caracas, na Venezuela. 19/6/2017 REUTERS/Christian Veron
Confronto durante protesto em Caracas, na Venezuela. 19/6/2017 REUTERS/Christian Veron (Foto: Charles Nisz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério do Desenvolvimento Social concluiu um relatório com as previsões do fluxo de refugiados venezuelanos rumo ao Brasil. Já são 32 mil em 2017. Mas o prognóstico para 2018 é ainda maior.

No melhor cenário, só no primeiro semestre de 2018 chegam 18 mil refugiados. No pior, se a situação política no país vizinho se deteriorar, o número de imigrantes pode chegar a inacreditáveis 700 mil, informa o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. 

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247