CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Camareira sofreu estupro de Strauss-Kahn

Exame mdico comprova agresso sexual de ex-diretor do FMI, divulgou revista francesa LExpress

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – A revista francesa L’Express afirmou em sua edição online, nesta terça-feira, que teve acesso a um exame médico que comprova a agressão sexual do ex-chefão do FMI, Dominque Strauss-Kahn, contra a camareira Nafisatou Diallo. A publicação citou o relatório de um hospital nova-iorquino. “Diagnóstico: agressão. Causa dos ferimentos: agressão, estupro”, relata o documento, que também informa que Diallo chegou ao serviço de emergência do hospital St Luke's Roosevelt, de Manhattan, de ambulância e acompanhada por um policial.

De acordo com o relatório do hospital, a camareira sofreu diversos ferimentos causados pelo estupro. O médico autor documento também descreveu a área vaginal da paciente, onde apontou a existência de um traumatismo na parte posterior, além de mostrar que a região estava avermelhada. Em entrevista à L’Express, o advogado de Diallo expressou sua convicção de que sua cliente sofreu abuso sexual, além de indignação pelo fato de a promotoria não dar maior peso a estes dados no início da investigação. O advogado negou a existência da conversa que a camareira teria tido com um amigo pela qual apresentava os benefícios que poderia tirar do julgamento do caso. O suposto diálogo chegou a ser publicado pela imprensa.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Após a publicação da revista francesa, os advogados de Strauss-Kahn protestaram, alegando que a matéria serviria para confirmar e fortalecer as acusações contra seu cliente: “O uso desse relatório médico pelos advogados da requerente para confirmar ou fortalecer as acusações contra o senhor Strauss-Kahn é enganoso e desonesto. A conclusão do relatório do hospital está baseada quase que exclusivamente em palavras [da camareira], que demonstrou de maneira reiterada que não era confiável”, afirmaram William W. Taylor e Benjamim Brafman em um comunicado oficial.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO