Carter: "fazemos guerra num piscar de olhos"

Em entrevista, ex-presidente americano Jimmy Carter condena o militarismo excessivo dos Estados Unidos e afirma ainda que pena de morte é uma situação que envergonha o país

Em entrevista, ex-presidente americano Jimmy Carter condena o militarismo excessivo dos Estados Unidos e afirma ainda que pena de morte é uma situação que envergonha o país
Em entrevista, ex-presidente americano Jimmy Carter condena o militarismo excessivo dos Estados Unidos e afirma ainda que pena de morte é uma situação que envergonha o país (Foto: Felipe L. Goncalves)

247 - O ex-presidente americano Jimmy Carter concedeu uma entrevista à revista Salon, em que condenou o excessivo militarismo dos governos e da sociedade americana (leia aqui a íntegra) e, abaixo, um trecho:

"O restante do mundo, quase unanimemente, vê os EUA como o militarista-mor. Recorremos ao conflito armado num piscar de olhos - e com muita frequência isso não só é desejado pelos líderes de nosso país como também é apoiado pelo povo americano", diz ele.

"Também retrocedemos para um grau terrível de punição de nosso povo em vez de trazê-lo de volta à vida. E isso significa que temos 7,5 vezes mais pessoas presas do que quando deixei o governo. Somos o único país entre os membros da Otan que tem a pena de morte; e isso é mais uma mancha sobre nós no que diz respeito à violência injustificável, desnecessária e contraproducente".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247