"Cavaleiro templário" nega ligação com assassino norueguês

Ingls Paul Ray, de extrema direita, suspeito de ter inspirado Anders Breivik

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tamanho do texto? A A A A

O blogueiro britânico de direita Paul Ray confirmou a existência de um grupo anti-islâmico inspirado nos antigos cruzados citado pelo norueguês que realizou dois atentados na última sexta-feira. Mas em entrevista à Associated Press, ele negou que Anders Behring Breivik pertença a seu grupo de "Cavalheiros Templários" e disse que nunca tinha ouvido falar do norueguês antes dos ataques.

Breivik disse em seu manifesto de 1.500 páginas que teve como mestre um britânico conhecido como "Ricardo (Coração de Leão)". O líder do grupo Liga da Defesa Inglesa, de ultradireita, disse à AP que "Ricardo" é Paul Ray, autor do blog "Lionheart" (Coração de Leão).

Mas Ray, que rompeu com a Liga anos atrás, negou ter qualquer ligação com Breivik. Em entrevista por telefone de sua casa em Malta, Ray disse que ele não participou da reunião de 2002 em Londres na qual Breivik afirma que nasceu o Cavalheiros Templários da Europa, do qual ele e "Ricardo" são fundadores.

Por outro lado, Ray, de 35 anos, diz que compartilha as ideias de Breivik e tem várias semelhanças com o "mentor" citado no manifesto do norueguês.

Mas Ray nega conhecer Breivik e afirmou que o grupo não tem estrutura formal. Ele se recusou a divulgar o nome dos membros do grupo ou a indicar quantas pessoas fazem parte dele. "É uma ideia", disse Ray. "Não é como uma grande organização. É uma crença".

Por outro lado, ele negou aprovar os métodos de Breivik, que inclui o assassinato de inocentes para atrair atenção para a filosofia. "Eu quero expressar minha profunda compaixão ao povo da Noruega e às famílias dos que perderam seus filhos", afirmou Ray. "Foi um crime horrível, que vai além da compreensão humana".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email