Central Sindical Britânica pede 'Free Lula'

Sindicalistas britânicos apresentaram uma carta pedindo liberdade imediata do ex-presidente Lula; a carta é assinada por Francis O’Grady, Secretária Geral da Central Sindical Britânica (TUC); entre o sindicalistas estavam representantes da Unite, o maior sindicato britânico, e da NUT, Sindicato dos Professores, junto a outras organizações da sociedade civil; Tony Burke, Subsecretário Geral da Unite, tentou entregar a carta, apertando a campainha da Embaixada brasileira, mas a porta não foi aberta

Sindicalistas britânicos apresentaram uma carta pedindo liberdade imediata do ex-presidente Lula; a carta é assinada por Francis O’Grady, Secretária Geral da Central Sindical Britânica (TUC); entre o sindicalistas estavam representantes da Unite, o maior sindicato britânico, e da NUT, Sindicato dos Professores, junto a outras organizações da sociedade civil; Tony Burke, Subsecretário Geral da Unite, tentou entregar a carta, apertando a campainha da Embaixada brasileira, mas a porta não foi aberta
Sindicalistas britânicos apresentaram uma carta pedindo liberdade imediata do ex-presidente Lula; a carta é assinada por Francis O’Grady, Secretária Geral da Central Sindical Britânica (TUC); entre o sindicalistas estavam representantes da Unite, o maior sindicato britânico, e da NUT, Sindicato dos Professores, junto a outras organizações da sociedade civil; Tony Burke, Subsecretário Geral da Unite, tentou entregar a carta, apertando a campainha da Embaixada brasileira, mas a porta não foi aberta (Foto: Gustavo Conde)

247 - Sindicalistas britânicos apresentaram uma carta pedindo liberdade imediata do ex-presidente Lula. A carta é assinada por Francis O’Grady, Secretária Geral da Central Sindical Britânica (TUC). Entre o sindicalistas estavam representantes da Unite, o maior sindicato britânico, e da NUT, Sindicato dos Professores, junto a outras organizações da sociedade civil. Tony Burke, Subsecretário Geral da Unite, tentou entregar a carta, apertando a campainha da Embaixada brasileira, mas não abriram.

Leia trecho da carta:

"Em nome da TUC (Central Sindical da Inglaterra) e 5,5 milhões de trabalhadores Britânicos, peço que comunique ao seu governo nossa indignação em relação à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que viola a Constituição Brasileira. Esta prisão é um ataque vergonhoso à liberdade e ao progresso. Só serve para fragilizar a democracia, negando o direito do povo brasileiro de escolher seu presidente.

Lula está sendo submetido à perseguição política. O TRF-4, que o condenou,
o juiz Sérgio Moro, e os procuradores da Lava Jato violaram o direito de Lula à privacidade, a um julgamento imparcial e justo, de não ser preso arbitrariamente, o direito de livre circulação e o direito da presunção da inocência até o final do processo.

As ações do judiciário brasileiro juntamente com a grande mídia e os adversários políticos do ex-presidente demonstram ao mundo que no Brasil não vigora o Estado de Direito, mas as regras da conveniência. A utilização das leis para destruir os anseios do povo brasileiro é, no mínimo, um exercício cínico. Para nós, fora do Brasil, parece uma continuação do descabido impeachment da Presidenta Dilma Rousseff num esforço para acabar com as esperanças de melhores expectativas de vida para milhões de brasileiros. Não há dúvidas que esta situação desmoraliza a imagem do Brasil tanto no Reino Unido, como no resto do mundo."

Leia mais aqui

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247