Cessar-fogo no Iêmen

Acordo pode abrir espao para sada negociada do ditador Ali Abdullah Saleh

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Um mediador entre as tropas do governo do Iêmen e grupos armados que querem a renúncia do presidente Ali Abdullah Saleh, afirmou que um cessar-fogo temporário está em vigência para permitir a realização de negociações depois de cinco dias de fortes confrontos que deixaram 124 mortos.

Segundo o mediador, os dois lados estão discutindo os termos que vão determinar que os combatentes leais ao xeque Sadeq al-Ahmar abandonem ao menos nove ministérios do governo que foram ocupados durante as lutas desta semana.

Al-Ahmar chefia o Hashid, a mais poderosa confederação tribal do Iêmen. Os combatentes iniciaram os ataques depois que forças leais a Saleh tentaram destruir um centro de operações de Al-Ahmar no centro de Sanaa, na segunda-feira.

O cessar-fogo vai expirar na tarde deste sábado, segundo o mediador, que falou sob condição de anonimato.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email