Chanceler venezuelano diz que Bolsonaro é peça no xadrez de Trump

"Entendemos que Bolsonaro faz o que Trump manda. O povo brasileiro deve rechaçar. Não deve se deixar confundir pelo governo brasileiro nem pelos meios de comunicação. A tolerância deve ser a característica das relações internacionais. E não a imposição de um pensamento único. A Venezuela tem problemas, o Brasil tem problemas, a Argentina também. Cada um deve buscar a sua solução", criticou Jorge Arreaza, ministro das relações exteriores da Venezuela

Chanceler venezuelano diz que Bolsonaro é peça no xadrez de Trump
Chanceler venezuelano diz que Bolsonaro é peça no xadrez de Trump (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O chanceler venezuelano Jorge Arreaza acusou a oposição no país e os Estados Unidos por mais protesto contra o presidente Nicolás Maduro nesta terça-feira (30). Ele também criticou o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL) por ter feito ameaças contra a Venezuela.

"Entendemos que Bolsonaro faz o que Trump manda. O povo brasileiro deve rechaçar. Não deve se deixar confundir pelo governo brasileiro nem pelos meios de comunicação. A tolerância deve ser a característica das relações internacionais. E não a imposição de um pensamento único. A Venezuela tem problemas, o Brasil tem problemas, a Argentina também. Cada um deve buscar a sua solução", disse Arreaza.

Ele ainda criticou o líder da oposição, o deputado Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente.

"Pela primeira vez os EUA não estão por trás de um golpe na região. Eles estão à frente do golpe. Trump está chamando os militares venezuelanos a trair a Constituição e a reconhecer um presidente que não foi eleito constitucionalmente", disse o chanceler, em entrevista à Folha de S. Paulo.

"O que há aqui é uma disputa dos norte-americanos e da elite venezuelana pela riqueza petroleira. De um lado estão eles, do outro está Maduro e o povo", completou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247