Chanceler venezuelano: EUA organizam, promovem e financiam a agressão

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, deu uma coletiva de imprensa da sede da Organização das Nações Unidas, na qual voltou a denunciar o golpe de Estado realizado pelo governo dos Estados Unidos contra seu país; Arreaza alertou sobre a participação direta e aberta dos EUA na organização, promoção e financiamento da agressão, dando ordens à oposição e tentando forçar uma reação militar interna; ele ressaltou que as Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (FANB) seguem em defesa da Constituição

Chanceler venezuelano: EUA organizam, promovem e financiam a agressão
Chanceler venezuelano: EUA organizam, promovem e financiam a agressão

247, com AVN - O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, deu uma coletiva de imprensa da sede da Organização das Nações Unidas, na qual voltou a denunciar o golpe de Estado realizado pelo governo dos Estados Unidos contra seu país.

Arreaza alertou sobre a participação direta e aberta dos EUA na organização, promoção e financiamento da agressão, dando ordens à oposição e tentando forçar uma reação militar interna. No entanto, ele ressaltou que as Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (FANB) seguem em defesa da Constituição.

O chanceler lamentou que a União Européia e suas instituições tenham cometido o erro de reconhecer "a falsidade de algo que não existe", em referência à sua posição de apoio ao autoproclamado Juan Guaidó.

Ele também agradeceu o apoio das nações que não aderiram à interferência.

O chanceler venezuelano destacou o cinismo do governo dos EUA de enviar suposta "ajuda humanitária" à Venezuela. "Vamos ser coerentes, o governo que te bloqueia, te ataca e te ameaça, é o que quer te oferecer ajuda humanitária? ... Na Venezuela não há crise humanitária, há uma economia bloqueada e sitiada", afirmou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247