Chávez, ao vivo na tevê, avisa que completou primeiro ciclo da quimioterapia

Presidente da Venezuela comparou tratamento ao efeito de uma bomba atmica

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse que completou o "primeiro ciclo" da quimioterapia à qual se submete em Cuba, como parte do tratamento contra o câncer. Ele fez o comentário em uma chamada telefônica ao vivo para a televisão estatal venezuelana.

Chávez afirmou que a primeira etapa do tratamento foi um sucesso e que conseguiu ganhar peso. Ele disse ainda que em seguida virá um "segundo ciclo" de quimioterapia. "Cumpri o primeiro ciclo do tratamento de quimioterapia, ao qual fui submetido nos últimos dias. Este ciclo acabou de maneira bem sucedida. É como um bombardeio, Nicolás (Maduro), aí vem a bomba atômica... é a bomba contra o mal", disse o mandatário, falando com o chanceler venezuelano Nicolás Maduro, que parecia estar ao seu lado.

"Estamos nos preparando para um segundo ciclo, são vários nesta batalha para derrotar definitivamente e eliminar qualquer risco de presença de células malignas neste corpo, que cumprirá 57 anos no próximo 28 de julho", acrescentou Chávez.

O presidente não deu detalhes sobre o tipo de câncer que sofre. Ele afirmou que agora pesa 86 kg e que é cuidado por "um batalhão" de médicos e enfermeiras cubanas e venezuelanas. Chávez revelou ainda que cumpre uma rotina de exercício e de reabilitação. O mandatário não esclareceu quantas sessões de quimioterapia a mais necessitará e também não disse quando regressará à Venezuela.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email