Chávez volta a Havana para última sessão de radioterapia

A cinco meses das eleies presidenciais, presidente da Venezuela viaja at a capital cubana para se submeter ltima sesso de radioterapia do tratamento contra um cncer

Chávez volta a Havana para última sessão de radioterapia
Chávez volta a Havana para última sessão de radioterapia (Foto: REUTERS)

Agência Brasil - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, retornou hoje (1º) a Havana, Cuba, para, segundo ele, se submeter à última sessão de radioterapia do tratamento contra um câncer. Ele foi recebido pelo presidente cubano, Raúl Castro. Apesar das críticas da oposição, contrária ao fato de Chávez governar a Venezuela a partir de Cuba, a Assembleia Nacional (o Parlamento venezuelano) aprovou a viagem a Havana. Chávez estava em Caracas desde o dia 27, depois de passar 11 dias em Havana.

Ontem (30), Chávez disse que voltava a Cuba “para continuar a reta final" do tratamento. "Espero em poucas semanas jogar uma partida de futebol e estar de novo a percorrer as ruas queridas da pátria, os campos queridos da Venezuela", disse ele. “Essess dias não têm sido fáceis. Mas, como guerreiros que somos, enfrentaremos com as adversidades com fé em Deus, no Cristo Redentor e no imenso amor do povo venezuelano, com a vontade de lutar, viver e vencer.”

Antes de viajar ontem à noite para Cuba, Chávez assinou a nova Lei Orgânica do Trabalho. As novas regras incluem indenização paga em dobro em caso de demissão imotivada, jornada de trabalho máxima de 40 horas semanais e eliminação da terceirização de trabalho.

A emissora estatal de televisão da Venezuela, VTV, divulgou imagens de Chávez no Aeroporto Internacional Simón Bolívar de Maiquetía, pouco antes de entrar no avião presidencial que o levou a Cuba.

Chávez estava acompanhado dos ministros dos Negócios Estrangeiros, Nicolás Maduro, de Comunicação e Informação, Andrés Izarra, e do governador do estado de Vargar, Jorge Luís Garcia Carneiro.

Aos 57 anos, Chávez luta para combater um câncer que reincidiu na região pélvica. Os detalhes sobre o tipo de câncer e o tratamento não são fornecidos nem pelas autoridades venezuelanas, nem cubanas. No dia 26 de fevereiro, em Havana, o presidente venezuelano foi operado. Em junho de 2011, ele já havia se submetido à cirurgia para retirar um tumor também na região pélvica.

Em campanha pela reeleição, Chávez tenta vencer a disputa marcada para 7 de outubro, enfrentando o candidato da oposição, o governador do estado de Miranda, Henrique Capriles Radonski. No poder desde 1999, o presidente tenta evitar que o tratamento de combate ao câncer interfira na campanha eleitoral.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247