China defende governança global 'equitativa e justa'

Em encontro nesta segunda-feira (2) com o presidente da 72ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, Miroslav Lajcak, o vice-presidente da China, Wang Qishan, defendeu o multilateralismo e reafirmou o apoio do seu país à ONU

China defende governança global  'equitativa e justa'
China defende governança global 'equitativa e justa'

247, com Xinhua - O vice-presidente da China, Wang Qishan, reuniu-se nesta segunda-feira com o presidente da 72ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, Miroslav Lajcak, e prometeu apoiar o papel fundamental das Nações Unidas.

Wang disse que a paz, a estabilidade e o desenvolvimento comum de todo o mundo constituem um ambiente essencial para que o povo chinês tenha uma vida melhor e para que a nação chinesa obtenha a modernização.

Wang declarou que a China está disposta a obter o desenvolvimento comum com outros países sob a Iniciativa do Cinturão e Rota, e continuará apoiando firmemente o multilateralismo e o papel central das Nações Unidas, contribuindo com a sabedoria chinesa para a construção de um sistema de governança global equitativo e justo.

Por sua parte, Lajcak disse que a China é um apoio firme do multilateralismo e uma força indispensável que promove a paz e o desenvolvimento mundiais, e acrescentou que a ONU está disposta a aprofundar a cooperação integral com a China.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247