CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

China descarta suspeita de terrorismo em voo

Investigação feita de todos os passageiros chineses do voo da Malaysia Airlines não detectou qualquer indício que possa apoiar essa suspeita, disse a agência de notícia Xinhua, citando o embaixador chinês em Kuala Lumpur, Huang Huikang; China iniciou buscas pelo avião em seu próprio território

Imagem Thumbnail
Royal Malaysian Air Force pilots work in the cockpit of a Malaysian Air Force CN235 aircraft during a Search and Rescue (SAR) operation to find the missing Malaysia Airlines flight MH370, in the Straits of Malacca March 13, 2014. REUTERS/Samsul Said (MALA (Foto: Roberta Namour)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

*Da Agência Brasil
A China informou hoje (18) que nenhum dos passageiros chineses do avião da Malaysia Airlines está envolvido no desaparecimento do aparelho. Uma investigação feita de todos os passageiros chineses do voo não detectou qualquer indício que possa apoiar essa suspeita, disse a agência de notícia Xinhua, citando o embaixador chinês em Kuala Lumpur, Huang Huikang.

O avião, um Boeing 777 que fazia a rota Kuala Lumpur-Pequim, desapareceu no último dia 8 de março com 227 passageiros e 12 tripulantes.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Navios, aeronaves e satélites de mais de 20 países estão envolvidos em operações de busca, mas ao fim de dez dias, nada foi encontrado.

A China iniciou buscas pelo avião em seu próprio território. Segundo Huang Huikang, o trabalho foi iniciado "no corredor aéreo norte", entre as possíveis trajetórias seguidas pelo aparelho após o desaparecimento.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

*Com informações da Agência Lusa

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO