China diz que relatório dos EUA sobre ameaça militar é irresponsável e infundado

Os Estados Unidos deveriam parar de publicar relatórios irresponsáveis ​​ano após ano e fazer esforços reais para manter o desenvolvimento estável das relações com a China, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Lu Kang, depois que o Pentágono afirmou que o poderio militar da China representa uma ameaça aos EUA

China diz que relatório dos EUA sobre ameaça militar é irresponsável e infundado
China diz que relatório dos EUA sobre ameaça militar é irresponsável e infundado

247, com China Daily - Os Estados Unidos deveriam parar de publicar relatórios irresponsáveis ​​ano após ano e fazer esforços reais para manter o desenvolvimento estável das relações com a China, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Lu Kang, depois que o Pentágono afirmou que o poderio militar da China representa uma ameaça aos EUA.

O Pentágono divulgou em seu site na quinta-feira (16) um comunicado dizendo que as forças armadas da China expandiram suas operações de bombardeiros nos últimos anos, enquanto "provavelmente treinam para ataques" contra os Estados Unidos e seus aliados.

"O relatório emitido pelos EUA é infundado e interpretou erroneamente o ato razoável da China de salvaguardar sua soberania e interesses nacionais. A China se opõe fortemente a tais ações", disse Lu Kang.

A China sempre adere ao caminho do desenvolvimento pacífico com uma política de defesa nacional, e isso sempre contribui para a paz e a estabilidade mundial, disse Lu.

O porta-voz da chancelaria chinesa disse também que a modernização militar da China deve reforçar sua capacidade de defender a própria soberania, o território nacional, a paz, a estabilidade e a prosperidade mundiais.

"Exortamos o lado americano a abandonar sua ultrapassada mentalidade do jogo da Guerra Fria e da soma zero. Os EUA devem olhar para as forças armadas chinesas objetivamente. Deveriam parar de emitir relatórios irresponsáveis ​​ano após ano e fazer esforços reais para manter o desenvolvimento estável das relações com a China e laços militares bilaterais", acrescentou Lu.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247