China: "guerra e sanções geram prejuízo à Europa e lucro aos EUA"

"A guerra e as sanções trouxeram refugiados à Europa, saída de capital e escassez de energia, mas lucro e fortuna para os Estados Unidos", declarou a chancelaria chinesa

www.brasil247.com -
(Foto: Xinhua)


247 - A China criticou duramente as sanções anti-Rússia impostas pelo Ocidente, capitaneado pelos Estados Unidos, em razão do conflito armado na Ucrânia. Nesta quarta-feira, 6, o porta-voz da chancelaria chines, Zhao Lijian, sugeriu que, ao seguir a cartilha de Washington, a Europa perde, enquanto seus verdadeiros chefes lucram. 

"Nos últimos 8 anos, desde 2014, um grupo de países, liderados pelos EUA, impôs 8,068 sanções à Rússia, fazendo com que a Rússia ultrapassasse o Irã para se tornar o país mais sancionado no mundo. Desde 22 de fevereiro, 5,314 novas sanções foram impostas à Rússia. O vice-secretário da Rússia no Conselho de Segurança disse que, em uma movimentação contrastante de sua pressão a aliados europeus para que não comprem petróleo russo, os EUA aumentaram sua oferta de petróleo russo em 43%. Os EUA permitem que suas empresas comprem minerais e fertilizantes da Rússia. A guerra e as sanções trouxeram refugiados à Europa, saída de capital e escassez de energia, mas lucro e fortuna para os Estados Unidos", disse o porta-voz, conforme a agência Xinhua.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email