China: 'Isolemos a epidemia, não o amor'

O Diário do Povo, jornal do governante Partido Comunista da China, publicou em seu site comentário sobre o Dia dos Namorados, que se comemora em 14 de fevereiro na maior parte do mundo, inclusive na China

(Foto: Reprodução)

247 - "Neste período de guerra nacional declarada contra a 'epidemia' do novo coronavírus (Covid-19), incontáveis são aqueles que corajosamente assumiram as responsabilidades de avançar para a linha de frente da luta. Quadros médicos, policiais ou trabalhadores sociais comuns. Famílias que, pelo bem comum, tiveram de ser separadas", diz o jornal.

"Isolemos a epidemia, mas não isolemos o amor. Neste dia especial dos namorados, prestemos homenagem às pessoas que estão lutando na linha de frente contra a epidemia".

Um jovem, apos beijar a namorada, ambos de máscara, pelo vidro, disse: "Quando você voltar, vamos nos registrar o casamento!"

Nos últimos dois dias, uma foto de Chen Ying, uma enfermeira nascida na geração pós 95, viralizou na internet devido às cicatrizes profundas causadas pelo uso de máscara e óculos por muito tempo. Às 6:30 da noite do dia 4 de fevereiro, a porta do edifício de doenças infecciosas do quarto Hospital Afiliado da Universidade de Medicina de Zhejiang foi fechada. Chen Ying e seu namorado Huang Qianrui se “beijaram” com máscaras pelo vidro e compartilharam seus pensamentos. 

Originalmente, Chen Ying e o namorado iam se casar no dia dos namorados deste ano, mas o surto repentino alterou o plano. "Assim que a epidemia acabar e ela sair do hospital, nos casaremos oficialmente", disse. 

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247