China será obrigada a tomar "medidas resolutas" caso forças separatistas de Taiwan cruzem "linha vermelha", diz Xi Jinping

A questão sensível da "independência de Taiwan" foi uma das polêmicas entre Xi e Biden durante a cúpula virtual desta terça-feira (16)

www.brasil247.com - Presidentes Joe Biden e Xi Jinping
Presidentes Joe Biden e Xi Jinping (Foto: Mídia chinesa)


247 - O presidente chinês, Xi Jinping, disse nesta terça-feira (16), que a China será obrigada a tomar medidas resolutas caso as forças separatistas de "independência de Taiwan" "nos provoquem, forcem nossas mãos ou até cruzem a linha vermelha".

Xi fez as observações enquanto afirmava a posição de princípio da China sobre a questão de Taiwan em uma reunião virtual com o presidente dos EUA, Joe Biden, informa a Xinhua.

Xi notou a nova onda de tensões através do Estreito de Taiwan e atribuiu as tensões às repetidas tentativas das autoridades de Taiwan de procurar apoio dos EUA para a sua agenda de independência, bem como a intenção de alguns americanos de usar Taiwan para conter a China. 

"Tais movimentos são extremamente perigosos, como brincar com o fogo", disse Xi, "Quem brinca como fogo se queima."

O princípio de Uma Só China e os três comunicados conjuntos China-EUA são a base política das relações China-EUA, disse Xi, observando que todas as anteriores administrações dos Estados Unidos têm compromissos claros sobre isso.

O verdadeiro status quo da questão de Taiwan e o que está no coração do princípio de Uma Só China, apontou Xi, são os seguintes: há apenas uma China no mundo e Taiwan faz parte da China, e o governo da República Popular da China é o único governo legal que representa a China.

Chamando a realização da reunificação completa da China uma aspiração compartilhada por todos os filhos e filhas da nação chinesa, Xi disse: "Temos paciência e vamos nos esforçar pela perspectiva de reunificação pacífica com a maior sinceridade e esforços".

"Dito isto, se as forças separatistas da 'independência de Taiwan' nos provocarem, forçarem as nossas mãos ou até cruzarem a linha vermelha, seremos obrigados a tomar medidas resolutas", disse Xi.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email