CNN diz que tempo de Trump acabou

O jornalista Nelson de Sá, colunista da Folha de S.Paulo diz que jornais, agências e plataformas de internet "jogam Trump ao mar". CNN compara o presidente a "uma tartaruga obesa, de costas, se debatendo no Sol quente, percebendo que seu tempo acabou"

Donald Trump
Donald Trump (Foto: Reuters/Jonathan Ernst)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "As três grandes redes americanas, NBC, ABC e CBS, cortaram no meio a transmissão do pronunciamento de Donald Trump, no início da noite", escreve o jornalista Nelson de Sá em sua coluna.

No canal financeiro CNBC, o âncora Shepard Smith, ex-Fox News, também cortou, dizendo que interrompia a transmissão "porque o que o presidente dos Estados Unidos está dizendo, em grande parte, é absolutamente falso. E não vamos permitir que continue. Porque não é verdade."

Na CNN, o âncora Anderson Cooper descreveu o pronunciamento como "triste, verdadeiramente patético e perigoso", acrescentando: "Esse é o presidente dos Estados Unidos. Essa é a pessoa mais poderosa do mundo, e nós o vemos como uma tartaruga obesa, de costas, se debatendo no Sol quente, percebendo que seu tempo acabou."

A coluna de Nelson de Sá traz outros exemplos da reação da mídia dos EUA ao pronunciamento de Trump.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email