Colômbia propõe fim da Unasul e novo bloco contra a Venezuela

Países da América do Sul estão propondo acabar com a Unasul e criar um novo grupo diplomático, que teria como prioridade a oposição à Venezuela; é mais uma tentativa de isolar o país governado por Nicolás Maduro; a proposta, feita pela Colômbia, agrava o conflito diplomático na região

Colômbia propõe fim da Unasul e novo bloco contra a Venezuela
Colômbia propõe fim da Unasul e novo bloco contra a Venezuela (Foto: REUTERS/Nacho Doce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Reuters - Países da América do Sul estão desenvolvendo um novo grupo diplomático para substituir o bloco regional Unasul, que tem forte influência da Venezuela, disse nesta segunda-feira (14) o presidente da Colômbia, Ivan Duque.

A União de Nações Sul-Americanas (Unasul) foi criada há 10 anos em contraposição à influência dos Estados Unidos na região, num momento em que uma série de governos progressistas estavam no poder em diversos países sul-americanos.

Ultimamente, países governados pela direita, como Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Peru suspenderam sua participação no bloco.

O novo grupo, chamado Prosur, buscaria se contrapor à influência do que alguns países da região chamam de ditadura na Venezuela.

"Estamos avançando em direção ao fim da Unasul e à criação da Prosur (Prosul) ... uma plataforma sul-americana para a coordenação de políticas públicas, a defesa da democracia, de instituições independentes e de economias de mercado", disse Duque.

"É muito importante que (a Unasul), que tem sido uma apoiadora da ditadura na Venezuela, seja fechada", afirmou Duque.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247