Com a trégua no Iêmen renovada, quais são as perspectivas de paz?

Como a guerra do Iêmen começou, por que a trégua é importante e pode ela ser transformada em um processo de paz mais amplo?

www.brasil247.com - Médico trata crianças feridas depois de bombardeio saudita à cidade iemenita de Sa'ada
Médico trata crianças feridas depois de bombardeio saudita à cidade iemenita de Sa'ada (Foto: Reuters)


Reuters - As partes em conflito do Iêmen concordaram em estender uma trégua mediada pela ONU por mais dois meses em um conflito que matou dezenas de milhares de pessoas e gerou uma grande crise humanitária.

Como a guerra do Iêmen começou, por que a trégua é importante e pode ela ser transformada em um processo de paz mais amplo?

COMO COMEÇOU A GUERRA?

A guerra começou no final de 2014, quando a capital Sanaa foi tomada pelos houthis, um movimento alinhado ao Irã pertencente à seita Zaydi do islamismo xiita com uma base de poder no norte.

Preocupada com a crescente influência do Irã xiita ao longo de sua fronteira, a potência sunita Arábia Saudita interveio à frente de uma coalizão apoiada pelo Ocidente em março de 2015 em defesa do governo apoiado pelos sauditas.

Os houthis estabeleceram o controle sobre grande parte do norte e outros grandes centros populacionais, enquanto o governo internacionalmente reconhecido era sediado em Aden.

COMO SURGIU A TRÉGUA?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As partes concordaram com uma trégua de dois meses em abril, patrocinada pelas Nações Unidas, após intensificar os esforços internacionais diante de uma escalada de operações militares no Iêmen e ataques houthis na Arábia Saudita e nos Emirados Árabes Unidos.

O Iêmen se tornou um ponto de tensão entre a Arábia Saudita e os Estados Unidos sob o governo de Joe Biden, que havia interrompido o apoio dos EUA às operações ofensivas da coalizão.

Riad já estava tentando sair de uma guerra que estava em um impasse militar há anos antes que os houthis avançassem em Marib, rica em energia, e em Shabwa, onde foram repelidos por forças iemenitas apoiadas pelos Emirados Árabes Unidos.

O conflito também é visto como moeda de troca para o Irã, com o qual a Arábia Saudita iniciou negociações diretas no ano passado.

Os termos do acordo de trégua, prorrogado em junho, permitiram que alguns carregamentos de combustível para o porto de Hodeidah aliviassem a escassez severa em áreas controladas por houthis e alguns voos comerciais de Sanaa.

Negociações paralelas foram lançadas para reabrir as estradas principais em Taiz, que permanece efetivamente sob o cerco houthi, mas paralisada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

POR QUE A RENOVAÇÃO É IMPORTANTE?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O enviado especial da ONU atribuiu à trégua o período mais longo de relativa calma em mais de sete anos e uma diminuição significativa nas baixas civis.

Grupos humanitários dizem que os voos de Sanaa permitiram que mais de 8.000 iemenitas tivessem acesso a cuidados médicos e buscassem oportunidades de educação e negócios. O maior acesso ao combustível ajudou a manter os serviços públicos e o acesso a eles.

A trégua também aumentou o acesso humanitário em um país onde mais de 17 milhões de pessoas precisam de ajuda alimentar.

A ONU está buscando uma trégua estendida e ampliada para fornecer uma plataforma para mais construção de confiança, discussões sobre prioridades econômicas, como receitas e salários, e sobre o estabelecimento de um cessar-fogo permanente.

O objetivo final é avançar em direção a um acordo político que termine de forma abrangente o conflito.

QUAIS SÃO AS PERSPECTIVAS DE PROGRESSO POLÍTICO?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Transformar a trégua em um acordo político é visto como uma tarefa difícil devido à profunda desconfiança e agendas concorrentes entre as inúmeras facções do Iêmen. Mesmo dentro da coalizão anti-houthi, há vários grupos disputando o poder, incluindo separatistas do sul apoiados pelos Emirados Árabes Unidos que querem se separar do norte.

"Dado que as partes em conflito têm ideias muito diferentes sobre como pode ser um processo de paz, será muito difícil fazer a transição da trégua para as negociações", disse Peter Salisbury, do Crisis Group.

Para aumentar a confiança, as Nações Unidas precisariam fazer progressos na reabertura de estradas dentro e ao redor da cidade de Taiz e negociar pagamentos de salários em todo o país, disse ele.

QUÃO GRANDE É O RISCO DE MAIS LUTAS?

Ambos os lados relataram supostas violações da trégua e reforços nas principais linhas de frente, diz a ONU.

Amr al-Bidh, do separatista Conselho de Transição do Sul, parte da aliança anti-Houthi, disse que os lados estão se preparando com cautela para novas hostilidades, mesmo com uma extensão da trégua.

O Iêmen precisa de um processo político que crie espaço para o diálogo multipartidário de longo prazo, disse Salisbury.

"Mas o resultado mais provável é um grande impulso internacional para um acordo de paz que atenda às necessidades dos houthis e dos sauditas, mas deixe a maioria dos outros grupos iemenitas marginalizados e furiosos --um terreno fértil para um conflito renovado".

Riad quer se concentrar nas ambições econômicas e melhorar os laços com Washington. Fontes disseram que o governo Biden está discutindo a possibilidade de retomar as vendas de armas ofensivas dos EUA para Riad, mas qualquer decisão final dependeria de garantir um cessar-fogo permanente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email