Com explosão de novos casos de Covid, sistema de saúde de Portugal está à beira do colapso

Após três dias de bloqueio nacional, o país de apenas 10 milhões de pessoas relatou 10.385 novos casos e 152 mortes no domingo

Portugal entra em novo confinamento por causa da Covid-19
Portugal entra em novo confinamento por causa da Covid-19 (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

LISBOA (Reuters) - O sistema de saúde pública de Portugal está à beira do colapso, pois os hospitais nas áreas mais afetadas por um aumento preocupante de casos de coronavírus estão rapidamente ficando sem leitos de terapia intensiva para tratar pacientes com Covid-19.

“Nosso sistema de saúde está sob uma situação de extrema pressão”, disse a ministra da Saúde, Marta Temido, a repórteres na tarde de domingo, após uma visita a um hospital em dificuldades. “Existe um limite e estamos muito próximos dele.”

O sistema de saúde, que antes da pandemia tinha o menor número de leitos de cuidados intensivos por 100.000 habitantes na Europa, pode acomodar um máximo de 672 pacientes Covid-19 em unidades de terapia intensiva ou UTIs, de acordo com dados do ministério da saúde.

O número de pessoas nas UTIs com Covid-19 chegou a 647 no domingo, segundo a autoridade sanitária DGS. A Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares afirmou que o número de doentes com coronavírus que necessitam de hospitalização deve aumentar dramaticamente na próxima semana.

Após três dias de bloqueio nacional, o país de apenas 10 milhões de pessoas relatou 10.385 novos casos e 152 mortes no domingo, elevando o número total de infecções para 549.801, com o número de mortos aumentando para 8.861.

De acordo com o site ourworldindata.org apoiado pela Universidade de Oxford, Portugal teve o maior número de casos de coronavírus per capita na Europa nos últimos sete dias.

A maior parte dos casos novos concentraram-se em Lisboa, onde muitos doentes dos hospitais públicos da cidade já foram transferidos para outros locais, nomeadamente para unidades de saúde da segunda maior cidade do país, o Porto.

“Já estamos a tratar pacientes para além da nossa capacidade instalada,” disse Daniel Ferro, director do maior hospital de Lisboa, Santa Maria. “E não somos o único hospital onde isso está acontecendo.”

O Hospital Garcia de Orta, do outro lado do rio Tejo de Lisboa, disse em comunicado que o hospital poderá entrar em breve numa fase de “pré-catástrofe”, uma vez que já não tem leitos para doentes com coronavírus.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email