Com protestos em 23 países, “Stop Bolsonaro Mundial” repudia destruição de florestas e negligência à pandemia

Uma faixa gigante foi erguida no gramado do Congresso para marcar o ato do #StopBolsonaroMundial e lembrar os 150 mil mortos da Covid-19

(Foto: Sandra Urech/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Vom atos em 23 países, manifestantes realizaram a terceira edição do “Stop Bolsonaro”, mobilização mundial contra as políticas ambientais adotadas por Jair Bolsonaro. Este anos, a negligência e negacionismo do governo em relação à pandemia da Covid-19 também é tema de protesto.

Manifestações ocorrem em Estocolmo, Madri, Amsterdã, Cidade do Cabo, Cidade do México, Genebra e Munique, entre outras cidades. Os organizadosres do movimento destacam que os atos são uma forma de denunciar a política de "destruição da nação brasileira promovida por um governo fascista, genocida e ecocida”.

“O movimento Stop Bolsonaro Mundial vem, desde junho deste ano, denunciando as atrocidades cometidas por uma gestão voltada aos interesses da elite, dos bancos e dos ricos”, afirmam os organizadores.

No Brasil, uma faixa gigante foi erguida no gramado do Congresso Nacional com a hashtag #ForaBolsonaroMourãoeCentrão, assim como os dizeres “+150.000 mortes” e “uma imensa dor que poderia ter sido evitada”. Transmissões ao vivo também estão sendo realizadas como forma de repercutir o ato.

 


 

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email