Com raiva do mundo, Bolsonaro dá calote bilionário na ONU

Isolado da comunidade internacional, governo de Jair Bolsonaro acumula um atraso inédito com as Nações Unidas, somando US$ 433,5 milhões, mais de R$ 1,7 bilhão

247 - Isolado da comunidade internacional, com raiva do mundo pelas reações negativas ao seu comportamento de tirano defensor de torturas e assassinatos e conduta irresponsável ao não proteger a Floresta Amazônica, Jair Bolsonaro dá calote bilionário na ONU - Organização das Nações Unidas.   

O jornalista Jamil Chade informa em seu blog que o governo de Jair Bolsonaro acumula um atraso inédito com as Nações Unidas, somando US$ 433,5 milhões, mais de R$ 1,7 bilhão.  

O mais incrível é que o Brasil é candidato a uma vaga no Conselho de Direitos Humanos da ONU.    "Dados oficiais da secretaria-geral da ONU indicam que, nos oito primeiros meses do mandato, o Palácio do Planalto não destinou nenhum centavo ao orçamento regular da entidade internacional, apesar de se tratar de uma obrigação. 

No total, o Brasil destinou menos de US$ 1 milhão em 2019 para arcar com os demais custos previstos pela ONU.  

Jamil Chade destaca que quando Bolsonaro chegar a Nova Iorque para discursar na Assembleia Geral da ONU, dentro de duas semanas, falará em nome de um governo que é o segundo maior devedor da entidade. Bolsonaro será superado apenas pelo governo de Donald Trump.  

O Itamaraty não se pronunciou, nem sobre o valor indicado oficialmente nos documentos da ONU e nem se pretende fazer o pagamento.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247