Começa na Venezuela coleta de assinaturas contra ameaças dos EUA

Começa nesta quarta-feira (6) a coleta de assinaturas na população exigindo que o governo dos Estados Unidos cesse suas ações intervencionistas contra a Venezuela, retire suas ameaças de intervenção, respeite a constitucionalidade, a legalidade do Governo Bolivariano, a soberania e a independência do país

Começa na Venezuela coleta de assinaturas contra ameaças dos EUA
Começa na Venezuela coleta de assinaturas contra ameaças dos EUA

247, com AVN - Começa nesta quarta-feira (6) a coleta de assinaturas na população exigindo que o governo dos Estados Unidos cesse suas ações intervencionistas contra a Venezuela, retire suas ameaças de intervenção, respeite a constitucionalidade, a legalidade do Governo Bolivariano, a soberania e a independência do país.

Durante um encontro com intelectuais de diferentes países na Chancelaria na segunda-feira (4), Maduro pediu aos venezuelanos que coletem pelo menos 10 milhões de assinaturas em todo o país.

"Pelo menos 10 milhões de venezuelanos vão assinar na quarta-feira o documento que será endereçado à Casa Branca, será um dia de solidariedade e sensibilização", disse o chefe de Estado.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que um ataque militar contra a Venezuela continua a ser uma opção e admitiu que há vários meses rejeitou um pedido para se reunir com seu homólogo Nicolas Maduro, para tratar sobre as relações bilaterais.

Desde o mês de janeiro os EUA intensificaram sua tutela sobre as ações de cerco internacional contra Venezuela. O presidente Trump e seus porta-vozes reiteram a ameaça de intervenção militar contra a nação venezuelana, e promoveram um golpe de Estado com a participação de setores da oposição interna.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247