Coreia do Norte reabre comunicação com Seul

A decisão de Pyongyang de abrir a linha telefônica de fronteira aconteceu um dia depois que a Coreia do Sul propôs conversas de alto nível com o vizinho do norte, em meio a um tenso impasse sobre os programas nuclear e de míssil norte-coreanos; a proposta veio após o pronunciamento de Ano Novo do líder norte-coreano no qual ele disse que estava aberto a conversar com Seul e considera enviar uma delegação para a Olimpíada de Inverno que será realizada na Coreia do Sul em fevereiro

Soldados sul-coreanos trabalham na zona militarizada que separa a Coreia do Sul e do Norte em Paju 21/12/2017 REUTERS/Kim Hong-Ji
Soldados sul-coreanos trabalham na zona militarizada que separa a Coreia do Sul e do Norte em Paju 21/12/2017 REUTERS/Kim Hong-Ji (Foto: Charles Nisz)

Reuters - A Coreia do Norte reabriu nesta quarta-feira uma linha de comunicação de fronteira com a Coreia do Sul que estava fechada há muito tempo, horas após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aparentemente ironizar o líder norte-coreano, Kim Jong Un, ao dizer que tem um botão nuclear “maior e mais poderoso” do que ele.

A decisão de Pyongyang de abrir a linha telefônica de fronteira aconteceu um dia depois que a Coreia do Sul propôs conversas de alto nível com o vizinho do norte, em meio a um tenso impasse sobre os programas nuclear e de míssil norte-coreanos.

Essa proposta veio após o pronunciamento de Ano Novo do líder norte-coreano Kim, no qual ele disse que estava aberto a conversar com Seul e que iria considerar enviar uma delegação para a Olimpíada de Inverno que será realizada do outro lado da fronteira, em Pyeongchang, em fevereiro.

Kim ordenou a reabertura da linha de comunicação no vilarejo de trégua de Panmunjom às 4h30 (horário de Brasília) desta quarta-feira, quando agentes sul-coreanos receberam uma ligação da Coreia do Norte na fronteira, afirmou o Ministério de Unificação da Coreia do Sul em mensagem.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247