Coreia do Sul defende criação de parque industrial internacional

Sugestão da presidenta Park Geun-Hye é de que o parque fique na fronteira com a Coreia do Norte, a fim de encerrar o impasse envolvendo as duas Coreias e manter a única parceria existente entre ambas, o parque industrial de Kaesong

Coreia do Sul defende criação de parque industrial internacional
Coreia do Sul defende criação de parque industrial internacional

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A presidenta da Coreia do Sul, Park Geun-Hye, propôs nesta quinta-feira (9) a construção de um parque internacional na fronteira com a Coreia do Norte. O objetivo é encerrar o impasse envolvendo as duas Coreias e manter a única parceria existente entre ambas, o parque industrial de Kaesong – que reúne 123 empresas sul-coreanas e cerca de 50 mil operários dos dois países. Porém, as atividades em Kaesong estão suspensas há mais de um mês.

Park Geun-Hye fez a proposta em discurso ao Congresso dos Estados Unidos. Segundo ela, o parque industrial internacional pode ser construído na chamada zona desmilitarizada, que divide a Península Coreana desde o fim da guerra da Coreia, em 1953.

Para a presidenta, a zona deve "fazer jus ao seu nome" e ser um local que "fortaleça a paz, não a ponha em risco". A referência refere-se ao fato de a região ser uma das mais militarizadas do mundo.

Ela não detalhou, entretanto, como será o parque industrial. "[Será um local que] envie uma mensagem de paz a toda a humanidade", disse. O discurso da presidenta ocorre no momento em que a Coreia do Norte ameaça deflagrar uma guerra nuclear na Península Coreana que pode atingir a Coreia do Sul, o Japão e territórios dos Estados Unidos.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Edição: Graça Adjuto

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247