Coreia do Sul pede que EUA façam esforços pacíficos por desnuclearização

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, pediu nesta segunda-feira (21) aos Estados Unidos para usar a aproximação atual com a República Popular Democrática da Coreia (RPDC) com a finalidade de acelerar a desnuclearização da Península Coreana por meios pacíficos

Coreia do Sul pede que EUA façam esforços pacíficos por desnuclearização
Coreia do Sul pede que EUA façam esforços pacíficos por desnuclearização

247, com Prensa Latina - O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, pediu nesta segunda-feira (21) aos Estados Unidos para usar a aproximação atual com a República Popular Democrática da Coreia (RPDC) com a finalidade de acelerar a desnuclearização da Península Coreana por meios pacíficos.

Moon alertou que esta é a primeira vez em 65 anos, desde o final da Guerra da Coréia em 1953, que surge uma oportunidade para que os governos das duas Coreias se sentem à mesa a fim de realizar esse objetivo e alcançar a paz duradoura na península.

"É possível que isso nunca se repita. (...) O que quer que venha a acontecer, essa oportunidade deve ser aproveitada e a questão nuclear resolvida pacificamente", disse o presidente sul-coreano.

A Coreia do Sul prometeu dar o apoio necessário a fim de garantir o sucesso da segunda reunião de cúpula entre o líder da RPDC, Kim Jong-un, e o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciada para o final do próximo mês.

"Embora neste momento não possamos saber o resultado, uma coisa é certa: as condições políticas internacionais em torno da Península Coreana estão mudando rapidamente", acrescentou Moon.

Nesse sentido, ele pediu apoio e a unificação de todas as forças políticas da Coréia do Sul na defesa dessa causa.

Na sexta-feira (18), a Casa Branca anunciou a reunião de Kim e Trump e prometeu revelar o local e a data exata depois.

Até agora rumores de que a cidade vietnamita de Danang ou alguma cidade da Tailândia podem sediar esse evento que, segundo a Casa Branca, será mais "específico e prático".

Em 12 de junho do ano passado, foi realizada a primeira reunião de cúpula entre EUA e Coreia do Norte em quase 70 anos.

Singapura acolheu esses diálogos, que capturaram a atenção mundial e concluíram com o consenso de trabalhar para normalizar as relações mútuas e avançar para a desnuclearização da Península Coreana.

Desde então, a Coreia do Norte deu passos em direção a esses objetivos, mas os Estados Unidos continuam se apegando às sanções e pressões até o final de um processo que o próprio Trump reconheceu que seria longo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247