Cresce no mundo percepção sobre influência e poder da Rússia

Em março de 2014, depois da Cúpula de Segurança Nuclear em Haia, o então presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou que a Rússia não era a "primeira ameaça à segurança nacional dos EUA" e disse considerar o país apenas como uma "potência regional; contudo, Moscou conseguiu refutar as palavras do ex-presidente, comenta o jornal alemão Frankfurter Allgemeine

Cresce no mundo percepção sobre influência e poder da Rússia
Cresce no mundo percepção sobre influência e poder da Rússia

247, com Sputnik - A Rússia conseguiu refutar as palavras do ex-presidente dos EUA, Barack Obama, que em 2014 a classificou como uma "potência regional", comenta o jornal alemão Frankfurter Allgemeine.

A publicação se refere aos resultados de uma pesquisa do centro analítico Pew Research Center, de Washington, segundo a qual nos últimos anos a influência da Rússia na cena internacional tem aumentado ininterruptamente.

De acordo com a pesquisa, realizada de maio a agosto de 2018 em 25 países, 42% dos entrevistados concordaram que a Rússia aumentou sua influência no mundo em comparação com a década anterior. Entretanto, 28% dos entrevistados não notaram nenhuma mudança e apenas 19% consideraram que a influência da Rússia no mundo estaria enfraquecendo.

A influência de Moscou foi notada sobretudo na Europa, América do Norte e no Oriente Médio, ou seja, nos países que interagem diretamente com a Rússia, informou o jornal.

Em março de 2014, depois da Cúpula de Segurança Nuclear em Haia, o então presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou que a Rússia não era a "primeira ameaça à segurança nacional dos EUA" e disse considerar o país como uma "potência regional". O líder foi criticado por muitos, incluindo vários altos funcionários europeus. No entanto, Obama admitiu mais tarde que Moscou ainda tem uma influência mundial importante.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247