Cresce no mundo percepção sobre influência e poder da Rússia

Em março de 2014, depois da Cúpula de Segurança Nuclear em Haia, o então presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou que a Rússia não era a "primeira ameaça à segurança nacional dos EUA" e disse considerar o país apenas como uma "potência regional; contudo, Moscou conseguiu refutar as palavras do ex-presidente, comenta o jornal alemão Frankfurter Allgemeine

Cresce no mundo percepção sobre influência e poder da Rússia
Cresce no mundo percepção sobre influência e poder da Rússia
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Sputnik - A Rússia conseguiu refutar as palavras do ex-presidente dos EUA, Barack Obama, que em 2014 a classificou como uma "potência regional", comenta o jornal alemão Frankfurter Allgemeine.

A publicação se refere aos resultados de uma pesquisa do centro analítico Pew Research Center, de Washington, segundo a qual nos últimos anos a influência da Rússia na cena internacional tem aumentado ininterruptamente.

De acordo com a pesquisa, realizada de maio a agosto de 2018 em 25 países, 42% dos entrevistados concordaram que a Rússia aumentou sua influência no mundo em comparação com a década anterior. Entretanto, 28% dos entrevistados não notaram nenhuma mudança e apenas 19% consideraram que a influência da Rússia no mundo estaria enfraquecendo.

A influência de Moscou foi notada sobretudo na Europa, América do Norte e no Oriente Médio, ou seja, nos países que interagem diretamente com a Rússia, informou o jornal.

Em março de 2014, depois da Cúpula de Segurança Nuclear em Haia, o então presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou que a Rússia não era a "primeira ameaça à segurança nacional dos EUA" e disse considerar o país como uma "potência regional". O líder foi criticado por muitos, incluindo vários altos funcionários europeus. No entanto, Obama admitiu mais tarde que Moscou ainda tem uma influência mundial importante.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247