CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Crise fiscal se instala na Itália

Risco econmico chega aos mercados italianos e Berlusconi diz que seu ministro da economia "se acha um gnio"; premi condenado a pagar multa de 560 milhes de euros por suborno

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Depois da Grécia, agora é a vez da Itália ter a saúde econômica da nação colocada em cheque pela União Europeia. A forte queda das bolsas de valores na semana passada posicionou a Itália no olho do furacão da crise financeira que abala a União Europeia e provocou uma reunião de emergência da UEA. A bolsa de Milão caiu 3,3% e a taxa de risco subiu a um máximo de 247 pontos. Ao mesmo tempo, o presidente italiano Silvio Berlusconi foi condenado por uma corte na Itália a pagar multa de 560 milhões de euros (R$ 1,2 bi). A Justiça considerou o premiê culpado da acusação de suborno a um juiz para adquirir a editora Mondadori, em 1991, de propriedade de seu histórico rival Carlo Benedetti.

A notícia da condenação de Berlusconi, no entanto, foi ofuscada pela grave crise econômica da Itália, que tem hoje uma dívida pública que representava, no final de 2010, 119% do PIB. O presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, convocou uma reunião de emergência para esta segunda-feira 11 em Bruxelas com os principais líderes da União Europeia. A situação da Itália é um dos principais temas da agenda de discussões. A reunião vai ocorrer antes do Ecofine e contará, de acordo com a agência Reuters, com a presença do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, do presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, e do comissário europeu para os Assuntos Económicos, Olli Rehn. A crise agravou conflitos políticos na Itália depois que Silvio Berlusoni atacou o seu próprio ministro da economia, Giulio Tremonti: “Ele pensa que é um gênio”.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO