Crise na Grécia divide Alemanha

Ministro do Interior, Hans-Peter Friedrich se tornou o primeiro integrante do governo de Angela Merkel a descordar de sua opinio e a pedir abertamente a sada do pas da zona do euro

Crise na Grécia divide Alemanha
Crise na Grécia divide Alemanha (Foto: Divulgação)

247 com agências internacionais – A crise da dívida na Grécia tem causado uma ruptura no na Alemanha. O ministro do Interior, Hans-Peter Friedrich, se tornou o primeiro integrante do governo da chanceler (primeira-ministra) Angela Merkel -formado por partidos de centro-direita- a pedir abertamente a saída da Grécia da zona do euro, em declarações a uma revista divulgadas neste sábado. Por sua vez, Merkel tem insistido repetidamente ser contra a ideia.

Friedrich é líder da conservadora União Social-Cristã (CSU), partido-irmão da legenda à qual Merkel pertence, a Democracia Cristã (CDU). Em entrevista à revista Der Spiegel, disse que as chances da Grécia de restabelecer sua saúde fiscal seriam maiores fora da zona do euro. "Não estou dizendo que a Grécia deveria ser expelida, mas que sejam criados incentivos aos quais ela não possa dizer 'não'", acrescentou o ministro.

O parlamento da Alemanha deve aprovar hoje, por esmagadora maioria, o mais recente pacote de resgate da Grécia, com o apoio dos maiores partidos da oposição. Mas, com a sólida maioria dos alemães opondo-se ao pacote e uma crescente oposição dentro da sua própria coalizão, Merkel pode ter dificuldades para conseguir apoio mais para frente, especialmente se Atenas não conseguir realizar os cortes de orçamento e medidas de austeridade que prometeu.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247