Cristina Kircher é cercada em casa por manifestantes pró-Macri

A ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner foi cercada por manifestantes partidários do presidente Maurício Macri na casa onde estava, de sua cunhada Alicia Kirchner, governadora da província de Santa Cruz; o grupo tocou fogo em lixo e pneus e um grupo de dez pessoas tentou pular o muro; no vídeo, Cristina explica como se defendeu

A ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner foi cercada por manifestantes partidários do presidente Maurício Macri na casa onde estava, de sua cunhada Alicia Kirchner, governadora da província de Santa Cruz; o grupo tocou fogo em lixo e pneus e um grupo de dez pessoas tentou pular o muro; no vídeo, Cristina explica como se defendeu
A ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner foi cercada por manifestantes partidários do presidente Maurício Macri na casa onde estava, de sua cunhada Alicia Kirchner, governadora da província de Santa Cruz; o grupo tocou fogo em lixo e pneus e um grupo de dez pessoas tentou pular o muro; no vídeo, Cristina explica como se defendeu (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner foi cercada por manifestantes partidários do presidente Maurício Macri na casa onde estava, de sua cunhada Alicia Kirchner, governadora da província de Santa Cruz.

O grupo tocou fogo em lixo e pneus e um grupo de dez pessoas tentou pular o muro. Na casa estavam, além de Alícia e Cristina Kirchner, sua neta de 18 meses e três empregadas.

No vídeo acima, Cristina explica como se defendeu.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247