Cruz Vermelha da Colômbia: ação dos EUA à Venezuela não é 'ajuda humanitária'

O chefe da delegação do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) na Colômbia, Christoph Harnisch, disse que a instituição não participará da distribuição de qualquer assistência que chegue à Venezuela a partir dos Estados Unidos, pois considera que não se trata de uma "ajuda humanitária", como prega o governo Trump

Cruz Vermelha da Colômbia: ação dos EUA à Venezuela não é 'ajuda humanitária'
Cruz Vermelha da Colômbia: ação dos EUA à Venezuela não é 'ajuda humanitária'

247 - O chefe da delegação do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) na Colômbia, Christoph Harnisch, disse que a instituição não participará da distribuição de qualquer assistência que chegue à Venezuela a partir dos Estados Unidos, pois considera que não se trata de uma "ajuda humanitária", como prega o governo de Donald Trump.

"Nós não participamos do que não é para nós ajuda humanitária", disse. Ele acrescentou que a instituição considera que a ação anunciada pelo governo dos Estados Unidos não atende aos critérios de ser independente, imparcial e neutra.

A "ajuda", que consistiria num corredor para a passagem de remédios e alimentos – mas eventualmente de armas –, pode ser um pretexto para um ataque militar à Venezuela e nesta segunda-feira 11 ganhou a adesão do governo brasileiro. A equipe do presidente Jair Bolsonaro reconheceu a representante do autoproclamado governo interino da Venezuela, María Teresa Belandria, como embaixadora oficial do país.

Como o governo de Nicolás Maduro deve recusar a proposta, Estados Unidos e seus satélites devem acusá-lo de agira contra a própria população, abrindo espaço para um ataque militar.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247