CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Cuba pede paz no Oriente Médio

Para a chancelaria cubana, a situação na região foi agravada pela impunidade de Israel e pela inação do Conselho de Segurança após sua agressão ao consulado iraniano

Bruno Rodríguez, chanceler de Cuba (Foto: Granma)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O Ministério das Relações Exteriores de Cuba enfatizou neste domingo (14) que a impunidade com a qual Israel tem agido contra os países do Oriente Médio, com a cumplicidade do governo dos EUA, representa um perigo significativo para a paz na região.

Por meio de uma declaração, o ministério assegurou que o ataque israelense ao consulado do Irã em Damasco (em 1º de abril passado), considerado ilegal e violador do Direito Internacional e da Convenção de Viena de 1961, "colocou em perigo a paz e a segurança internacionais, propiciando a possível regionalização do conflito com consequências imprevisíveis para a paz mundial".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

De acordo com a Telesur, a chancelaria cubana destaca em seu comunicado que a incapacidade do Conselho de Segurança das Nações Unidas em responder com determinação a esse bombardeio lançado por Tel Aviv foi um catalisador da resposta iraniana.

"Novamente fazemos um apelo para a redução da violência na região do Oriente Médio, o que passa necessariamente por um cessar-fogo imediato e permanente na Faixa de Gaza, que ponha fim ao genocídio cometido hoje contra o povo palestino", declara o MInistério das Relações Exteriores de Cuba.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A Chancelaria manifestou que "Cuba sempre estará do lado da paz, da justiça e do respeito ao Direito Internacional" e apoia o ingresso do Estado da Palestina como membro pleno das Nações Unidas.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO