Cuba, Venezuela e Lula são grandes temas da solidariedade na festa do Humanité

A condenação ao empenho estadunidense para destruir as revoluções de Cuba e Venezuela e o chamado pela liberdade de Luiz Inácio Lula da Silva foram os temas que se sobressaíram neste fim de semana na Festa de L'Humanité, nos arredores de Paris.

Humanité
Humanité (Foto: Divulgação)

Prensa Latina - A condenação ao empenho estadunidense para destruir as revoluções de Cuba e Venezuela e o chamado pela liberdade de Luiz Inácio Lula da Silva foram os temas que se sobressaíram neste fim de semana na Festa de L'Humanité, nos arredores de Paris. 

O diretor do diário francês L'Humanité e membro da direção do Partido Comunista Francês, Patrick Le Hyaric, expressou a solidariedade dos comunistas e progressistas franceses a esses povos na 84ªc edição da festa.   

Sobre Cuba, Le Hyaric destacou o peso do bloqueio econômico, comercial e financeiro de Washington e a agresividade da atual administração da Casa Branca, e que apesar disso, Cuba chega vitoriosa e celebra 60 anos de Revolução.  

A valente ilha é exemplo de resistência e de internacionalismo, e tem sucessos em educação, saúde, cultura e outros setores, sublinhou.  Le Hyaric exigiu o fim do bloqueio a Cuba, política que qualificou de infame, e agradeceu a presença na Festa de L'Humanité do deputado e assessor presidencial cubano Abel Prieto.  

Com respeito à Venezuela, combateu a pretensão dos Estados Unidos de render e Revolução bolivariana, como parte de sua ofensiva imperial na América Latina.  

Também destacamos sua resistência e lhe dizemos que não está sozinha, acrescentou.  No caso de Lula, exigiu sua liberdade imediata, para que se liberte o povo brasileiro do 'reacionário e vulgar provocador Jair Bolsonaro'.  

Desde aqui somos milhares os que gritamos com força Lula livre, sentenciou.  

O dirigente do Partido Comunista Francês disse que o golpe que derrubou a presidenta Dilma Rousseff foi um complô mafioso.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247