Daesh reivindica responsabilidade pelo ataque em Istambul

Grupo terrorista Daesh reivindicou a responsabilidade pelo ataque na boate Reina, em Istambul; em comunicado, grupo terrorista afirma que o atacante era seu "soldado"; atentado ocorreu na noite de Ano Novo; atirador matou o guarda da boate, invadiu o prédio e matou 39 pessoas

An injured woman is carried to an ambulance from a nightclub where a gun attack took place during a New Year party in Istanbul, Turkey, January 1, 2017. Murat Ergin/Ihlas News Agency via REUTERS
An injured woman is carried to an ambulance from a nightclub where a gun attack took place during a New Year party in Istanbul, Turkey, January 1, 2017. Murat Ergin/Ihlas News Agency via REUTERS (Foto: Giuliana Miranda)

Da agência Sputnik Brasil

O grupo terrorista Daesh reivindicou a responsabilidade pelo ataque na boate Reina, em Istambul, informa a agência Reuters, citando a declaração dos extremistas.

Nesta declaração, o Daesh afirma que o atacante era seu "soldado". O atentado ocorreu na noite de Ano Novo. O atacante matou o guarda da boate, invadiu o prédio, onde se encontravam mais de 700 pessoas, e começou a atirar contra elas.

Conforme dados do Ministério do Interior turco, morreram 39 pessoas, uma delas era cidadã russa. Outras 69 pessoas ficaram feridas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247