Democratas pressionam Trump a não revogar sanções contra a Rússia

Um representante do Partido Democrático na Câmara dos Representantes dos EUA, Adam Schiff, prometeu uma “resposta dura” caso o presidente eleito tente revogar as sanções contra a Rússia

U.S. President-elect Donald Trump greets supporters during his election night rally in Manhattan, New York, U.S., November 9, 2016. REUTERS/Mike Segar
U.S. President-elect Donald Trump greets supporters during his election night rally in Manhattan, New York, U.S., November 9, 2016. REUTERS/Mike Segar (Foto: Leonardo Attuch)

Da Agência Sputinik

Um representante do Partido Democrático na Câmara dos Representantes dos EUA, Adam Schiff, prometeu uma “resposta dura” caso o presidente eleito tente revogar as sanções contra a Rússia.

O congressista democrata acredita que, na verdade, o Congresso norte-americano está antes disposto a intensificar as sanções contra Moscou.

Schiff fez lembrar que a respectiva iniciativa foi apresentada por representantes não só por democratas, mas também por republicanos. Ele também é de opinião que tudo o que a administração de Barack Obama fez foi insuficiente para "conter a Rússia".

"Para dizer a verdade, nós no Congresso não achamos que as medidas tomadas tenham sido suficientes para conter [a Rússia]", disse.

O político falava em uma entrevista ao canal de TV norte-americano ABC. A situação se desenvolve no pano de fundo do novo pacote de sanções introduzidas na quinta-feira passada (29) pela administração de Obama, com base na alegada "intervenção russa nas eleições", nos EUA e que incluíram, entre outras medidas, a deportação do país de 35 diplomatas russos, considerados por Obama como "agentes da inteligência russa".

Em resposta, o presidente russo, Vladimir Putin disse que a Rússia tem direito de responder aos atos da Casa Branca, mas prefere esperar pelas ações da nova administração presidencial depois da tomada de posse de Donald Trump.

Mostrar mais: https://br.sputniknews.com/americas/201701027335768-trump-sancoes-russia-congresso/

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247