Departamento de Estado dos EUA aprova venda de mísseis Javelin para Ucrânia

O governo Trump planeja vender mais mísseis anti-tanque para a Ucrânia, disseram autoridades dos EUA nesta quarta-feira (3)

Lançamento de míssil pela USS O’Kane
Lançamento de míssil pela USS O’Kane (Foto: MC2 Raymond J Minami)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - A venda de 150 mísseis Javelin e 10 lançadores, por US$ 39,2 milhões, foi aprovada no final da semana passada pelo Departamento de Estado, segundo pessoas familiarizadas com os detalhes, citadas pelo The Wall Street Journal.

A venda ainda não foi formalmente anunciada, mas a Ucrânia conta com forte apoio da Câmara e do Senado dos EUA, onde a venda precisa ser aprovada.

O acordo foi acertado durante a conversa entre o presidente Donald Trump com o presidente da Ucrânia, Vladimir Zelensky.

A ligação entre os dois presidentes é alvo de um pedido de impeachment contra Trump. Durante o diálogo, o presidente americano teria pedido para que Zelensky investigasse as atividades do ex-vice-presidente dos EUA, Joe Biden, e do seu filho Hunter.

O pedido de compra de mais mísseis Javelin foi feito por Zelensky.

"Estamos prontos para cooperar para as próximas etapas, especificamente estamos quase prontos para comprar mais Javelins", de acordo com um registro da ligação divlgado pela Casa Branca.

O sistema de mísseis FGM-148 Javelin é produzido por uma joint venture entre a Raytheon Co. e a Lockheed Martin Corp. e pode ser transportado e disparado por uma única pessoa.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247