Departamento de Segurança Interna desmente Trump e diz que eleição de 2020 foi a 'mais segura da história' dos EUA

Autoridades da Agência de Segurança Cibernética e Infraestrutura dos EUA afirmam que 'não há evidências de que qualquer sistema de votação excluiu ou perdeu votos, alterou votos ou foi de alguma forma comprometido'

Contagem de votos nos EUA
Contagem de votos nos EUA (Foto: Ag.Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A eleição presidencial dos Estados Unidos de 2020 foi "a mais segura da história americana", segundo um comunicado oficial divulgado nesta quinta-feira (12) por autoridades da Agência de Segurança Cibernética e Infraestrutura. O órgão é ligado ao Departamento de Segurança Interna, que integra o próprio governo dos EUA.

Joe Biden foi declarado vencedor, mas Donald Trump diz que houve fraudes e não aceita derrota.

"A eleição de 3 de novembro foi a mais segura na história americana. Neste momento, por todo o país, autoridades eleitorais estão revisando e verificando todo o processo das eleições antes de finalizar o resultado", diz o comunicado.

O comunicado contradiz as alegações do presidente Donald Trump, candidato republicano que não aceita a derrota na tentativa da reeleição e insiste que houve fraude no país. 

Ainda de acordo com o documento, "não há evidências de que qualquer sistema de votação excluiu ou perdeu votos, alterou votos ou foi de alguma forma comprometido", contrariando o que diz Trump.

De acordo com o comunicado, "há muitas reclamações infundadas e oportunidades de desinformação sobre o processo de nossas eleições", mas consideram que há confiança da agência "na sgurança e integridade de nossas eleições", informa o G1.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247