Detenção de cidadão americano pela Coreia do Norte é "preocupante", diz Casa Branca

Em meio às tensões regionais coreanas, o porta voz da Casa Branca, Sean Spicer, afirmou o caráter preocupante da detenção de um cidadão norte-americano do domingo passado (7); "Obviamente, isso é preocupante. Estamos bastante alertas sobre isso e iremos trabalhar por meio da embaixada da Suécia... por meio do nosso Departamento de Estado, para buscar a libertação de indivíduos lá", disse o porta-voz da Casa Branca

Em meio às tensões regionais coreanas, o porta voz da Casa Branca, Sean Spicer, afirmou o caráter preocupante da detenção de um cidadão norte-americano do domingo passado (7); "Obviamente, isso é preocupante. Estamos bastante alertas sobre isso e iremos trabalhar por meio da embaixada da Suécia... por meio do nosso Departamento de Estado, para buscar a libertação de indivíduos lá", disse o porta-voz da Casa Branca
Em meio às tensões regionais coreanas, o porta voz da Casa Branca, Sean Spicer, afirmou o caráter preocupante da detenção de um cidadão norte-americano do domingo passado (7); "Obviamente, isso é preocupante. Estamos bastante alertas sobre isso e iremos trabalhar por meio da embaixada da Suécia... por meio do nosso Departamento de Estado, para buscar a libertação de indivíduos lá", disse o porta-voz da Casa Branca (Foto: Henrique Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

WASHINGTON (Reuters) - A mais recente detenção de um cidadão norte-americano pela Coreia do Norte, o quarto na história recente, é "preocupante", disse o porta-voz da Casa Branca nesta segunda-feira.

"Obviamente, isso é preocupante. Estamos bastante alertas sobre isso e iremos trabalhar por meio da embaixada da Suécia... por meio do nosso Departamento de Estado, para buscar a libertação de indivíduos lá", disse o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, a repórteres.

Kim Hak Song, que trabalhava no Universidade de Ciência e Tecnologia de Pyongyang, foi detido no sábado sob suspeita de "atos hostis" contra o Estado, disse a agência de notícias estatal norte-coreana KCNA.

(Reportagem de Roberta Rampton)

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247