Dilma: presidente paraguaio dá salto qualitativo em relações

Presidente do Brasil participa da cerimônia de posse no Paraguai de Horácio Cartes. Ela defende a volta do país ao Mercosul, suspenso desde o ano passado, depois do rápido impeachment do então presidente Fernando Lugo

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

15 Ago (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff, que participa nesta quinta-feira da cerimônia de posse do presidente eleito do Paraguai, Horácio Cartes, afirmou em Assunção que o novo líder paraguaio vai possibilitar uma melhora nas relações entre os dois países.

Após reunião com Cartes na capital paraguaia na quarta-feira à noite, Dilma disse também que considera muito importante para o Mercosul a reintegração do Paraguai, decisão aprovada por Brasil, Argentina, Uruguai e Venezuela no mês passado.

"Acredito que a presença do presidente Horácio à frente do governo do Paraguai vai propiciar que as nossas relações deem um salto qualitativo", disse Dilma, de acordo com transcrição de entrevista a repórteres divulgada pela Presidência.

Sobre a volta do Paraguai ao Mercosul, a presidente afirmou que tanto o governo de Assunção como o bloco serão beneficiados. O Paraguai foi suspenso do Mercosul no ano passado, depois do rápido impeachment do então presidente Fernando Lugo, mas o bloco decidiu em julho por sua reincorporação.

"Acho que para o Mercosul a vinda do Paraguai é muito importante, e também acredito que para o Paraguai também é muito importante a volta ao Mercosul", afirmou Dilma, que citou a disponibilidade de um fundo do Mercosul para projetos de integração da infraestrutura do continente que beneficiaria o desenvolvimento do Paraguai.

Segundo a presidente, Cartes confirmou que vai comparecer a uma reunião de cúpula da Unasul em 30 de agosto em Paramaribo, Suriname.

(Texto de Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro; Edição de Alexandre Caverni)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email