Dinamarca entra no top 5 do Twitter após fake news de Bolsonaro sobre baleias

O presidente Jair Bolsonaro postou um vídeo da caça a baleias para criticar Noruega, mas, no fim das contas, a filmagem aconteceu em território dinamarquês. A gafe foi comprovada e levou Dinamarca aos assuntos mais comentados do Twitter

(Foto: Lula Marques/Fotos Públicas)

Sputnik - Na madrugada desta segunda-feira (19), Jair Bolsonaro publicou um vídeo da matança de baleias, que, de acordo com ele, é "patrocinada pela Noruega". O presidente do Brasil ainda escreveu que "em torno de 40% do Fundo Amazônico [Amazônia, correção da redação] vai para as... ONGs, refúgio de muitos ambientalistas".

A publicação de Bolsonaro sobre "matança de baleias patrocinada pela Noruega" está causando uma enxurrada de comentários, visto que as imagens foram filmadas não na Noruega, mas em um arquipélago dinamarquês, nas Ilhas Faroe. 

A agência Lupa averiguou as imagens e chegou a um veredito: falso.

​Para quem sabe a diferença entre Noruega e Dinamarca, então "bom dia".

Seria pedir demais?

Quando cabem dois, cabem três.

O vídeo divulgado pelo presidente do Brasil já foi curtido por mais de 37 mil internautas e comentado mais de 6,5 mil vezes. As imagens são de um festival anual chamado Grindadráp, que é organizado anualmente nas Ilhas Faroe, dependentes da Dinamarca.

Por que Bolsonaro criticou Noruega?

No dia 15 de agosto, a Noruega anunciou a suspensão de R$ 133 milhões destinados ao Fundo Amazônia, seguindo a decisão da Alemanha de bloquear o repasse de R$ 155 milhões.

O que é o Fundo Amazônia?

Criado em 2008, o Fundo Amazônia surgiu para prevenir, monitorar, conservar e combater o desmatamento da Floresta Amazônica, o pulmão do mundo. Em todos esses anos de existência, R$ 3,4 bilhões foram recebidos em doações, com 94% de toda a quantia vindo da Noruega, que doou R$ 3,19 bilhões, e um pouco mais de 6% tendo sido doados pela Alemanha.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247