Eduardo Bolsonaro torra dinheiro público, mas perde a viagem e não consegue a selfie com Trump

Deputado Eduardo Bolsonaro e o chanceler Ernesto Araújo foram recebidos nesta sexta-feira (30) pelo presidente Donald Trump na Casa Branca. Resultado político, no entanto, ficou aquém do esperado. Na saída, ele recusou-se a responder perguntas em inglês da imprensa estrangeira e classificou a visita como "simbólica", mesmo sem foto do encontro

247 - A saga do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) em conseguir a indicação como embaixador do Brasil nos Estados Unidos continua. Nesta sexta-feira (30), ele esteve, ao lado do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, na Casa Branca, onde se encontrou com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em uma reunião sem anunciou oficial de resultados.

Na saída, ele recusou-se a responder perguntas em inglês feitas pela imprensa estrangeira e classificou a visita como "simbólica".

Para ele, a visita serviu para demonstrar que o governo de seu pai, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) segue alinhado com os estadunidenses, inclusive no que diz respeito a Amazônia.

Segundo Araújo, a reunião foi uma forma de emitir sinais à comunidade internacional sobre a parceria entre americanos e brasileiros. "Não tínhamos expectativas de sair daqui com nada, mas achamos extremamente significativo que o presidente Trump tenha nos recebido", disse.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247