CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Eleições na Itália testam agenda reformista de Renzi

Cerca de 22 milhões de eleitores italianos vão às urnas neste domingo, 22, eleger novos governos em sete das 20 regiões da Itália e mais de mil municípios; será o teste de primeira ordem para o primeiro-ministro Matteo Renzi, desde que seu Partido Democrata de centro-esquerda (PD) venceu as eleições para o Parlamento Europeu de um ano atrás

Imagem Thumbnail
Cerca de 22 milhões de eleitores italianos vão às urnas neste domingo, 22, eleger novos governos em sete das 20 regiões da Itália e mais de mil municípios; será o teste de primeira ordem para o primeiro-ministro Matteo Renzi, desde que seu Partido Democrata de centro-esquerda (PD) venceu as eleições para o Parlamento Europeu de um ano atrás (Foto: Aquiles Lins)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

ROMA (Reuters) - Os italianos vão às urnas neste domingo, 31, em eleições locais que fornecerão o teste de primeira ordem para o primeiro-ministro Matteo Renzi, desde que seu Partido Democrata de centro-esquerda (PD) venceu as eleições para o Parlamento Europeu de um ano atrás.

Cerca de 22 milhões de eleitores vão eleger novos governos em sete das 20 regiões da Itália e mais de mil municípios após campanha dominada por acusações de corrupção contra um dos candidatos mais proeminentes de Renzi.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Renzi, de 40 anos, precisa primeiro de um resultado convincente para manter o ritmo de reformas de trabalho e educacionais, que encontraram feroz resistência dos sindicatos, Da oposição política e Da ala esquerda de seu próprio PD.

Atualmente, o centro-esquerda detém poder em cinco das sete regiões.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Se Renzi mantiver ou melhorar essa taxa contra uma oposição dividida, manterá sua imagem da infalibilidade cerca de 15 meses depois de chegar ao poder depois de uma luta interna em seu partido.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO