Em ambiente de polarização, violência pode marcar jornada eleitoral nos EUA

Os Estados Unidos chegam ao dia da eleição com temor de violência, num quadro de intensa polarização política

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ambiente da jornada eleitoral nos EUA é de polarização, que desperta o medo da violência.

No domingo, carreatas de apoiadores de Trump bloquearam o trânsito em trechos de New Jersey, Nova York e Virgínia. 

Um comício de Biden foi cancelado na Geórgia após os organizadores constatarem a presença de milicianos. 

No Texas, o FBI investiga o ato de motoristas de caminhões que encurralaram um ônibus da campanha democrata. Logo após a notícia, Trump publicou em sua conta do Twitter: “Eu amo o Texas!”

Nas proximidades da Casa Branca, o policiamento foi reforçado. A guarda nacional se prepara para entrar em ação caso seja necessário. Governadores do Texas e de Massachusetts, por exemplo, pediram, cada um, 1 mil homens de sobreaviso para conter protestos.

Eleitores e analistas temem conflitos após a votação. Em Portland, um grupo de extrema direita já anunciou que planeja comparecer com armas nos locais de votação e representantes de extrema esquerda planejam fazer o mesmo. Os EUA registraram um pico de venda de armas em setembro e nos cinco meses anteriores, informa O Estado de S.Paulo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247