Em carta, Lula parabeniza presidente de Cuba por envio de médicos à Itália para atuar em ações contra pandemia

“É nos momentos de crise que conhecemos os verdadeiramente grandes. E nessas horas o povo desta ilha sempre se agiganta diante do mundo”, escreveu o ex-presidente Lula em carta enviada ao presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel

Díaz-Canel pede que no Primeiro de Maio Cuba levante a voz pela libertação de Lula
Díaz-Canel pede que no Primeiro de Maio Cuba levante a voz pela libertação de Lula (Foto: Reprodução | Ricardo Stuckert)

247 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva escreveu uma carta ao presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, parabenizando o governo cubano pelo envio de médicos à Itália para auxiliar no combate ao avanço da pandemia resltante do avanço do novo coronavírus no país europeu.  A Itália é o país da Europa que mais sofreu com o avanço da doença no continente, registrando cerca de 7 mil mortes até o momento.

“Escrevo para falar sobre a emoção que senti ao ver a imagem dos médicos cubanos chegando à Itália, para ajudar no socorro às vítimas da pandemia de coronavírus naquele país”, diz Lula na carta. “É nos momentos de crise que conhecemos os verdadeiramente grandes. E nessas horas o povo desta ilha sempre se agiganta diante do mundo”,  observa o ex-presidente no texto. 

Cuba enviou um grupo de 52 médicos e enfermeiros à região de Lombardia, a amis afetada pela pandemia na Itália, para auxiliar no combate à doença. Os profissionais foram desembarcaram no domingo (22) sob aplausos dos moradores da região. Além dos cubanos, outros  12 médicos chineses também estão  atanedendo em um hospital de campanha na região de Bérgamo, capital da Lombardia

Em outro trecho, Lula lembra da importância do Mais Médicos, programa que foi atacado pelo presidente Jair Bolsonaro desde antes de assumir a Presidência. “O povo brasileiro será eternamente agradecido pelo papel que tiveram em nosso programa Mais Médicos, numa cooperação que salvou incontáveis vidas e muito ensinou aos nossos próprios profissionais de saúde”, disse Lula.

Confira a íntegra da carta:

São Bernardo, Brasil,
23 de março de 2020

Querido presidente Miguel Díaz-Canel,

Escrevo para falar sobre a emoção que senti ao ver a imagem dos médicos cubanos chegando à Itália, para ajudar no socorro às vítimas da pandemia de coronavírus naquele país.

Mais uma vez o governo e o povo de Cuba dão ao mundo um exemplo de solidariedade, ultrapassando todas as barreiras, sejam de natureza econômica, geográfica ou política.

É nos momentos de crise que conhecemos os verdadeiramente grandes. E nessas horas o povo desta ilha sempre se agiganta diante do mundo.

A solidariedade ativa, militante e revolucionária de Cuba já se fez presente em diversas partes do mundo, numa resposta altiva e soberana aos que tentam lhe impor o bloqueio econômico e o isolamento político.

O povo brasileiro será eternamente agradecido pelo papel que tiveram em nosso programa Mais Médicos, numa cooperação que salvou incontáveis vidas e muito ensinou aos nossos próprios profissionais de saúde.

Aquela cooperação foi brutalmente interrompida por um governo mesquinho com o povo e cegado por uma ideologia individualista e desumana.

Neste momento de crise com o coronavírus, infelizmente da maneira mais sofrida para nosso povo, todos estão tendo de reconhecer a falta que nos faz a ação dos companheiros médicos cubanos.

Peço, querido companheiro Díaz-Canel, que transmita aos cubanos e cubanas, especialmente aos cientistas e profissionais da saúde que estão nessa luta pela vida ao redor do mundo, o reconhecimento, admiração e gratidão do povo brasileiro.

Estaremos juntos, sempre, até a vitória.

Luiz Inácio Lula da Silva

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247