Em Portugal e na Bélgica organizam-se protestos contra próxima cúpula da Otan

Sob o lema "Sim à Paz! Não à Otan", movimentos e organizações populares portugueses uniram-se para contestar, em todo o País, os "propósitos belicistas" da Cúpula da Otan, que ocorrerá em Bruxelas, Bélgica, nos dias 11 e 12 deste mês

Em Portugal e na Bélgica organizam-se protestos contra próxima cúpula da Otan
Em Portugal e na Bélgica organizam-se protestos contra próxima cúpula da Otan

247, com AbrilAbril - A campanha de repúdio contará com a realização de diversos atos públicos, segundo indica uma nota recentemente publicada na página de Facebook do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC).

As manifestações ocorrerão nas cidades de Évora, Lisboa, Coimbra, Faro e Porto.

O CPPC anuncia ainda que estará presente na manifestação em defesa da paz e contra a Otan que se realiza no próximo dia 7 em Bruxelas, "promovida por uma plataforma de movimentos, entre os quais se encontra" a Intal, organização belga membro do Conselho Mundial da Paz.

Numa outra nota, o CPPC sublinha que "as organizações portuguesas das mais variadas áreas" se uniram, tendo em conta a "crescente e perigosa tensão belicista que atualmente se verifica no mundo", e para contestar os objetivos belicistas da referida Cúpula da Otan.

Ameaça à paz

Estas organizações unem-se e mobilizam-se em Portugal porque veem a Aliança Atlântica e os interesses que esta serve como "a principal ameaça à paz e à segurança no mundo", e encaram a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) como "primeira responsável" pelos "escandalosos aumentos das despesas militares e da corrida aos armamentos".

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247